Falta de atendimento em saúde bucal pode agravar quadros de Covid-19

Uniodonto lança campanha nacional de prevenção à Covid-19 - pandemia tem represado número de atendimentos odontológicos, e a falta de cuidado com a saúde bucal pode ser fator de risco para casos graves da doença. A pandemia de Coronavírus tem represado o número de atendimentos nos consultórios odontológicos. Pesquisa da Universidade Federal de Pelotas revela que, em maio do ano passado, a queda nos atendimentos odontológicos na rede privada foi de 62%. No setor público, a redução do número de atendimentos foi ainda mais drástica: 80% a menos no número de consultas.

Imagem produzida pela Uniodonto Brasil para campanha de conscientização nacional

Com o agravamento da pandemia no primeiro semestre de 2021, a fuga de pacientes dos consultórios odontológicos pode ser ainda mais aguda. Os cirurgiões-dentistas alertam que a falta de atendimento odontológico contribui para o agravamento de quadros leves que necessitam do atendimento em saúde bucal. Esse quadro pode gerar um novo problema relacionado à evolução dos casos na pandemia: um estudo realizado por pesquisadores do Catar, vinculados a instituições do país árabe, do Canadá e da Espanha, com 568 pessoas estabeleceu uma relação entre a Covid-19 e a periodontite - que é a evolução da gengivite não tratada, caracterizada pela infecção dos ligamentos e ossos que dão suporte aos dentes.

De acordo com o levantamento, a presença da patologia bucal em pessoas acometidas pela Covid-19 pode aumentar as chances de morte, admissão em UTI e necessidade de ventilação assistida. Além disso, o resultado do estudo identificou, em pacientes com periodontite, amostras de sangue com níveis maiores de glóbulos brancos, dímero D e proteína C reativa - que são biomarcadores sanguíneos associados a piores desfechos da doença.


Mantendo os consultórios odontológicos para atendimento aos usuários, o Plano Odontológico Uniodonto acaba de lançar uma campanha de prevenção à Covid-19.

"Nossa campanha vai mostrar que é seguro ir ao dentista. Os cirurgiões-dentistas adotaram todos os protocolos de biossegurança em seus consultórios", afirma o Diretor Presidente da Uniodonto do Brasil, o cirurgião-dentista José Alves de Souza Neto. "Como somos responsáveis por um aspecto importante da saúde, a saúde bucal, decidimos estar ao lado das empresas e clientes, e de toda a sociedade, utilizando os espaços de comunicação de nossa marca para sensibilizar as pessoas para a importância das medidas de prevenção à Covid-19", destaca.

"A pandemia de Coronavírus interrompeu tratamentos e reduziu os cuidados com a saúde bucal. Além disso, reverteu a trajetória de recuperação da economia, minando nossas esperanças. É impossível fechar os olhos para essa realidade", ressalta José Alves.

A cooperativa que criou o modelo de plano odontológico no Brasil, ainda na década de 1970, reúne 20 mil cirurgiões-dentistas cooperados que atendem mais de três milhões de clientes, especialmente por meio de planos empresariais. As peças criadas abordam aspectos do dia a dia, como indicação de máscaras seguras, manuseio, a defesa da vacinação, a importância da manutenção da doação de sangue e o apelo para que as pessoas evitem acidentes domésticos para não competirem por vagas nos hospitais, que atualmente enfrentam uma super ocupação provocada pela pandemia.

A campanha da Uniodonto reconhece que, individualmente, nenhuma medida é capaz de impedir totalmente a transmissão da Covid-19. Mas, que é possível diminuir os riscos e, como marca ligada ao setor de saúde, é seu compromisso levar informação segura e correta para as pessoas.

"Os conteúdos de nossas mensagens foram baseados em materiais de referência produzidos pela OMS, Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz e em estudos técnicos sobre a proteção oferecida por diferentes tipos de máscaras. É preciso oferecer informação segura e clara para que as pessoas possam se proteger",

Afirma o Diretor Vice-Presidente Político Institucional da Uniodonto do Brasil e responsável pela comunicação da marca, o cirurgião-dentista Pedro Rogério Teixeira Júnior. A campanha será veiculada em rede pelas mais de 150 cooperativas que integram o Sistema Nacional Uniodonto de Cooperativas Odontológicas. FONTES: https://www.terra.com.br/noticias/dino/falta-de-atendimento-em-saude-bucal-pode-agravar-quadros-de-covid-19,92d68358ac1c033a724bee7491ebdf1fgzi7nb3y.html https://www.uniodonto.coop.br/