Dica para escolher o melhor creme dental para você e sua família

As pastas de dente não são iguais. Confira com a gente como você pode encontrar o produto perfeito para suas necessidades específicas

Foi-se o tempo em que todos os cremes dentais eram iguais e buscavam apenas deixar a boca limpa e cheirosa. Hoje eles contam com ingredientes mais potentes contra doenças e indicações ainda mais precisas. Aprenda a escolher o produto ideal para você e a família:


Você saber o que tem dentro do tubo?

Conheça os principais compostos utilizados na fabricação do creme

Abrasivos: Fazem um polimento nos dentes e ajudam a retirar manchas e placas com bactérias.


Flavorizantes: Conferem o gostinho. Podem ser de menta, eucalipto, tutti-frutti, canela, abacaxi…


Espessantes: Dão a cremosidade, garantindo que todos os ingredientes fiquem bem misturados.


Edulcorantes: Dão o sabor adocicado característico que agrada o paladar dos consumidores.


Tensoativos: Funcionam como um detergente: quebram a gordura em moléculas menores, o que facilita a limpeza.


Conservantes: Mantêm a fórmula ativa e sem muita degradação até chegar à data de validade.


Umectantes: Impedem que todo o conteúdo resseque e endureça com o passar dos dias.


Agentes terapêuticos: São eles que protegem contra a cárie, a gengivite, a erosão dentária e a halitose.

Fique de olho na função cosmética

A promessa de um sorriso bonito está entre os atrativos anunciados nas propagandas de quase todo creme dental. Quem confere essa propriedade às pastas são os compostos abrasivos


Eles representam metade de tudo que está no interior da embalagem.


“Junto com os movimentos da escova, essas partículas promovem um pequeno desgaste, o que remove sujeiras e manchas menores”,

Explica o dentista Vinícius Pedrazzi, professor da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.


As marcas costumam recorrer a dois elementos para conseguir esse efeito: a sílica e o cálcio. Eles geralmente aparecem no rótulo com os nomes pomposos sílica hidratada e carbonato de cálcio, respectivamente. Há opções no mercado que são mais potentes e, por meio de reações químicas, têm ação embranquecedora.


Seu uso, porém, deve sempre ser orientado por um especialista.

“Se forem utilizados por um tempo prolongado, prejudicam a camada superficial dos dentes”

Avisa a dentista Cristiane Tavares, da Associação Brasileira de Odontologia.


Dependendo da necessidade e do tipo de clareamento, o profissional poderá indicar inclusive recursos mais efetivos. Tão importante quanto escolher um produto de qualidade é atentar às suas características para que ele possa atender às suas necessidades.